Comissão visita RMC e propõe novo Plano de Direitos Humanos

Comissão de Direitos Humanos

Em uma visita a Campinas, uma Caravana de Direitos Humanos deu detalhes sobre os pontos que considera relevantes e que necessitam de ser actualizados no Plano Estadual. O presidente da subcomissão na Alesp, o deputado estadual Márcia Lia, do PT, diz que o sistema prisional é um dos itens que precisam de um debate mais amplo.

Como exemplo, ela cita a más condições gerais das prisões no estado de São Paulo e o aumento de 700% da população carcerária das mulheres no Brasil. De acordo com ela, o momento demonstra que a chama da prisão de mulheres, um assunto que para ela não é contemplado no atual Plano Estadual, criada em 1997.

A necessidade de mais investimento na Polícia Civil e melhorar o processo de denúncias de violações de Direitos Humanos também foram citados na visita. Para o presidente do Conselho dos Direitos da Pessoa Humana, o Condepe, Maria Nazareth Cupertino, o modelo atual restringe e expõe denunciantes.

Durante a sua passagem pela região metropolitana, a comissão da Assembleia Legislativa, recebeu também os arquivos de vereadores sobre a violação de direitos. A lista de documentos vários itens, e eles foram entregues pelos parlamentares do PT, em Sumaré e Campinas, Willian Souza, e Carlão, respectivamente.

Entre os pontos, o aumento dos casos de feminicídio e as más condições do serviço e a falta de materiais básicos nos hospitais e unidades de saúde. Antes de passar por Campinas, onde ele estava na Penitenciária feminina, o grupo visitou a Ocupação na Vila Soma, em Sumaré, que é o lar de cerca de 2,7 mil famílias.

Comments are closed.

Alugue este site
%d blogueiros gostam disto: